O Pont du Gard (ou a Ponte do Gard) é um antigo aqueduto romano localizado há cerca de 40 minutos de carro de Nîmes, no departamento do Gard, no sul da França. Ele foi construído no século I e além de de ser a ponte-aqueduto romana mais alta do mundo, com 49 metros, também é o único exemplar deste tipo de construção antiga de três andares ainda em pé nos dias de hoje. O monumento é classificado como Patrimônio Mundial pela Unesco desde 1985.

É possível visitá-lo durante todo o ano, mas uma maneira um pouco menos convencional e que eu recomendo especialmente durante o verão, é vê-lo debaixo! Empresas da região propõe a descida pelo rio Gardon de caiaque e o ápice do trajeto é passar sob a imensa ponte. Fiz esta atividade em agosto de 2016 (logo depois do casamento) e foi inesquecível. Além de ser um programa ideal para toda a família (com crianças a partir de 6 anos), é uma ótima pedida para refrescar a cabeça – figurativamente e literalmente, já que agosto é o auge do calor europeu.

Na ocasião alugamos o equipamento com a Kayak Vert, mas ela é apenas uma das várias empresas que prestam o mesmo serviço. Com eles, a extensão dos percursos vai de 7 a 30km. Nós fizemos o de 8km, que é considerado fácil. O trajeto leva de 2 a 3 horas, mas é permitido passar mais tempo do que isso na água. Muita (MUITA) gente aproveita para fazer um piquenique admirando a Pont du Gard. Depois de passada a ponte, só restam 30 minutos de passeio.

O caiaque é uma atividade para toda a família, mas as crianças precisam ter a partir de 6 anos e todos devem saber nadar.

Reserve o seu hotel nas proximidades do Pont do Gard com o Booking

O período em que a descida pelo rio Gardon é possível varia de acordo com o percurso, mas de forma geral vai do fim do mês de março até fim de outubro. A tarifa foi de 23€ por adulto e o preço inclui o aluguel de: caiaque, remo, colete salva-vidas, um container (para guardar os pertences, comida e – não esqueça – água!) e o transporte ida e volta do estacionamento.

Na época eu tinha outras zilhões de coisas na cabeça e acabei não levando nenhuma câmera. As únicas poucas fotos que tenho deste dia foram tiradas por uma amiga que gentilmente me deixou utilizá-las neste post. Se for realizar este passeio, não cometa o mesmo erro. A paisagem é linda e a experiência com certeza será memorável. O container disponibilizado não é impermeável, mas te ajudará a evitar acidentes envolvendo a água e os eletrônicos.