Não sou de dizer o que os outros devem ou não fazer em uma viagem, afinal cada um tem as próprias preferências, mas o Parque da Colina do Castelo em Nice é um lugar que eu recomendo fortemente que você visite quando estiver na região. O ideal é fazê-lo perto do horário do pôr do sol, assim você pode assistir a esta maravilha da natureza do ponto de observação mais alto da cidade, vendo a luz deixando ao mesmo tempo o centro antigo e escurecendo o Mar Mediterrâneo. Dizem que é um dos panoramas mais lindos do mundo.

O local abre às 8h e fecha após o entardecer. A entrada é gratuita e o acesso ao elevador também (procure pela placa “ascenseur”). Li que a parede atrás do banco que fica perto do elevador esconde um acesso secreto para a rede de túneis da 2ª Guerra Mundial! Para quem preferir, também é possível subir degrau por degrau e ir parando nos diferentes níveis para explorar a natureza.

A vista da colina para quem está na avenida Quai des États-Unis e prestes a começar a subir. Repare na foto onde fica o elevador (ascenseur), à esquerda.

Se conseguir, vale chegar um pouco antes do pôr do sol para aproveitar. Apesar de ser chamado de Colina do Castelo, não tem castelo nenhum por lá. O prédio foi destruído pelos soldados do rei Louis XIV em 1706. Nesta época, Nice não pertencia à França, mas sim ao Ducado de Saboia. Até hoje o local é um sítio arqueológico a céu aberto, inclusive com áreas restritas pois buscas ainda estão em andamento, e é possível observar algumas ruínas da época. Pessoalmente, eu acho que é aqui que a Fera da história “A Bela e A Fera” morava.

Ruínas do castelo.

Mosaicos decorativos em uma das escadarias.

O chão da mesma escadaria da foto acima. Vai falar que não saiu do filme “A Bela e A Fera”?

“Buscas arqueológicas. Entrada proibida”. Lá estão as ruínas de uma capela.

O Parque da Colina do Castelo de Nice é um dos lugares mais pacíficos que já visitei. É muita natureza, nada de barulho de carro, apenas pássaros – isso quando os seres humanos colaboram, claro. Este passeio, como vários outros, foi improvisado e não tivemos tempo para explorar todos os 19,3 hectares antes de nos posicionarmos para ver o pôr do sol. Pesquisei e descobri que na parte de trás da propriedade estão dois cemitérios, então acho que não perdi nada. Hahaha.

Neste “nível” da colina também há um playground para crianças.

Dicas extras: Uma vez por ano, entre os meses de Junho e Julho é realizada a Festa do Castelo. Durante duas noites, bandas tocam a céu aberto no parque. Além de ter uma vibe diferente, também é a única oportunidade de visitar o local durante a noite.

O centro antigo de Nice, no pé da colina, bomba durante a noite com bares e restaurantes, não apenas ao longo do Quai Des États-Unis (que é o “começo” – ou o fim, dependendo da perspectiva – da famosa Promenade des Anglais), mas também nas ruazinhas internas. Vale a pena explorar e procurar um bar para tomar apenas o “apéro” (uma bebida antes da refeição) ou um restaurante para jantar mesmo.

Levanta a mão aí quem adora pôr do sol! Me conte nos comentários se acha justo, pelas fotos, considerar a vista do Parque da Colina do Castelo como um dos panoramas mais bonitos do mundo!