Como eu disse no post da trilha do Cabo de Antibes, o que mais me impressiona no sul da França é a beleza da natureza. Há algum tempo fomos explorar outro destino, a península de Saint Jean Cap-Ferrat (a 10km de Nice). Como a maioria dos lugares que temos visto por aqui, os imóveis disputam espaço e ruas tortuosas e inclinadas levam a pontos com vista de tirar o fôlego. Tudo pontuado por demonstrações nada modestas de luxo e riqueza. Não é à toa que esse cruzeiro imenso estava ancorado e um barquinho menor levava os turistas para visitar e gastar na costa. Também não é surpresa que uma das praias foi feita de set de filmagem de Cinquenta Tons de Liberdade.

A trilha que dá a volta em Saint Jean Cap-Ferrat tem 7 quilômetros. Só não sei se essa distância incluiu “a extensão” da península ou não. Estávamos cansados e com fome, por isso deixamos esta parte de fora neste dia, mas voltamos lá para conferir e não nos arrependemos! A caminhada é considerada de nível de dificuldade médio. O site oficial não recomenda a atividade para quem tem medo de altura, mas eu tenho e achei o trajeto tranquilo.

Tem horas que sim, você caminha num precipício sem barreira alguma entre você e a queda. Dá frio na barriga – ainda mais quando a sua cadelinha tá andando solta na sua frente. Tiveram momentos em que colocamos a coleira de volta porque vai que, né? Mas o meu medo era mais por ela cair (ou se jogar, já que é meio maluquinha) do que por mim, então um adulto não deve ter problemas durante a caminhada. Acho que o mesmo tipo de cuidado que tivemos com a Coco deve ser aplicado com crianças. Mas aí dá a mão, não coloca coleira. Hahaha.

Como ainda era baixa temporada, conseguimos estacionar em frente ao Escritório de Turismo, para ficar como referência caso “perdêssemos” o carro, e caminhamos pelas ruelas até Passable Beach, praia com água muito suja (não deixe de clicar para ver, é impressionante). Aqui vai uma dica especial: é mais fácil começar a caminhada deste lado da península, porque assim o outro vira uma longa descida. Ou seja, se você começar pela região do porto, por exemplo, vai encarar uma subida atrás da outra até chegar na ponta do cabo. Descobrimos isso por acaso e ficamos felizes porque no fim da caminhada, a última coisa que queríamos era fazer mais esforço. Kkkk.

Coco sempre cheia de energia!

Essa “pedra-peixe” é bem famosa por lá. Pena que estragaram o trabalho pichando “FN”, abreviação do partido de extrema direita francês.

Em frente ao porto tem vários restaurantes, mas eu deixo vocês imaginarem o preço. Caso este passeio te atraia, não fique com vergonha de levar uns sandubas na mochila. Muita gente faz isso aqui na França e não é considerado como “farofada”. Hahaha. A alternativa também é se aventurar pelas ruas e procurar uma padaria.

Gostaram das fotos? Me contem nos comentários. Se morarem ou já tiverem passado pela região, qualquer dica de passeio é bem vinda!