Road trip: É possível conhecer os castelos do Vale do Loire em um dia?

O Vale do Loire é conhecido como a “Terra dos Reis”. São mais de 300 castelos ao longo do rio, que é o mais extenso da França. Ou seja, visitá-los em uma road trip de um dia é tarefa impossível. Mas oportunidade de ver um pouquinho veio em setembro de 2015, quando voltávamos da Disneyland Paris. Ao invés de fazer o trajeto direto Paris-Nantes (onde morávamos na época), resolvemos explorar esse lugar incrível, que é inscrito como Patrimônio Mundial da UNESCO com o título de “Paisagens Culturais”.

A decisão foi tomada em cima da hora, então não deu tempo de planejar nada além de consultar uma lista qualquer (com um 3G horrível) e ver o que dava para incluir no nosso caminho. Fomos no improviso, mesmo. Normalmente eu gosto deste estilo de turismo, mas não o recomendo para um passeio pelo Vale do Loire. São muitos lugares maravilhosos e tanta história envolvida, que vale a pena estudar e pesquisar para definir o que você tem mais vontade de ver. Também leve sempre em consideração o período (alguns locais podem fechar durante o inverno) e os horários de abertura se quiser visitar o interior.

A catedral de Orléans.

Voltando à nossa road trip: partimos de Paris direto para Orléans. Esta cidade marcou o início da liberação da França da invasão inglesa durante a Guerra dos Cem Anos por ninguém menos que Joana D’Arc, em 1429. O feito da heroína é celebrado até hoje durante as “Festas Johanniques”, realizadas cada ano entre 29 de abril e 8 de maio. Demos uma voltinha no centro da cidade mas não ficamos muito tempo. Afinal, o objetivo era visitar o máximo de lugares até chegar em casa.

Chambord

De lá fomos direto para Chambord, o único castelo que era “exigência” desta viagem. Pela foto dá para entender o motivo. A estrutura colossal toda simétrica tem 440 quartos, 156 metros de largura e 56 metros de altura. Ele começou a ser construído durante o reinado de François I que, pasmem, ficou ali apenas cerca de 50 dias. Cogita-se que este é o único imóvel construído a partir de desenhos de Leonardo Da Vinci.

As escadarias em forma de hélice são uma particularidade mítica, situadas exatamente no centro do castelo. A “mágica” é que quando duas pessoas começam a subir ao mesmo tempo em cada extremo, elas podem se ver através das janelas, mas seus caminhos nunca vão se cruzar. Além do interior cheio de detalhes, também vale a pena explorar todo o domínio e visitar os jardins.

Pelo tamanho deste lugar, dá para imaginar que Chambord “roubou” a maior parte do nosso tempo. Foi o único castelo que conseguimos visitar por dentro. Apesar de não ser maravilhosamente decorado como Versailles (alguma coisa nesse mundo é como Versailles?!), vale muito a pena.

Blois 

De Chambord fomos para o castelo de Blois. O castelo reúne estilos da arquitetura do século XIII até o século XVII e recebeu de sete reis e 10 rainhas da França (entre eles, Anne de Bretagne – clique para conferir o post sobre ela,  Henri II e Catherine de Medicis! #Reignfangirl). Escrever este post só me deu mais tristeza de não ter conseguido entrar (já estava fechado quando chegamos).

Amboise

Já com a luz do sol indo embora, a última parada foi Amboise. Leonardo Da Vinci passou seus últimos anos de vida na mansão Clos Lucé, que faz parte do domínio. Lá ainda estão algumas de suas invenções. A tumba de Da Vinci está na cripta da capela Saint-Hubert, anexa ao castelo. Também vale explorar os arredores, já que algumas casas ainda conservam a estética medieval.

As possibilidades no Vale do Loire são imensas. Este site pode te ajudar com ideias e informações básicas de alguns dos castelos mais importantes/populares e até com proposições de roteiros, mas não é completo. Então repito: estude e pesquise para definir o que mais te interessa. E preste muita atenção durante a viagem, a paisagem sempre reserva uma surpresa!

Quem gosta de road trips? Vocês também tentam aproveitar o trajeto para explorar ou só querem chegar ao destino o mais rápido possível? Se já visitou o Vale do Loire, dê sugestões e recomende nos comentários os castelos que você considera “imperdíveis”!

You may also like

19 Comments

    1. Não é incrível, Lorraine? No mapinha disponível na entrada, dá para ver a planta exata e é incrível pensar que ele foi construído de maneira tão perfeita há tanto tempo!

  1. meodeos é muita lindeza num post só!! eu não conhecia essa rota e gostaria muito de fazer, mas como vc recomendou: pesquisar beem antes de botar o pé no acelerador ahuehae e até agora fiquei confusa tentando entender as escadarias em forma de hélice

    1. Sobre as escadas, eu traduzi do site porque não consegui encontrar uma maneira melhor de explicar. E nem sei se tem. Mas quando você vai lá e faz isso, dá certo, eu juro! Hahaha Tipo, você meio que passa na frente da pessoa, mas não vê ela.

  2. Morro de vontade de fazer essa road trip pelos castelos franceses, amei seu relato e as fotos estão lindas.

  3. Que post lindo! adoro road trips, e por um roteiro assim fica irrecusável! Castelos franceses são um sonho há anos! Quem sabe um dia, numa road trip pela frança, tenho muito castelo, muito vinhedo, muita lavanda, e todas as coisas lindas que quero ver na França?

    1. Obrigada, Klécia! A França tem coisa bonita de norte a sul. Não esperava toda essa diversidade antes de morar por aqui.

  4. Uma roadtrip pra ver castelos?? To super dentro! haha
    Que demais uma viagem assim, não conhecia e adorei ver todas essas fotos e saber um pouquinho da historia dessa regiao. Muito incrivel!

  5. Eu adoro roadtrips! Tanto é que são as viagens que mais fazemos aqui no Brasil, pois é delicioso ir entrando de cidade em cidade, conhecendo mais lentamente os trajetos e fora a liberdade que temos de poder parar a qualquer momento.
    Uma roadtrip entre os castelos seria mágico, eu e a Maitê iríamos pirar de conhecer um castelo, imagina um monte? rs.
    Beijos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *